2 de nov de 2016

Secreta do Evangelho

Outro rito próprio do Evangelho denomina-se “secreta”. Existem outras orações “secreta” usadas na Liturgia Eucarística. Trata-se de uma oração silenciosa, feita pelo padre, inclinado diante do altar, antes de tomar o Evangeliário para a procissão até o ambão. Depois da proclamação do Evangelho, o padre ou o diácono beija o livro, rezando em silêncio. Quando o diácono proclama o Evangelho, a secreta torna-se rito de bênção, invocando de Deus a purificação do coração e dos lábios para proclamar dignamente o Santo Evangelho. 
A fórmula da “secreta” antes do Evangelho diz: "Ó Deus todo-poderoso, purificai-me o coração e os lábios para que eu anuncie dignamente o vosso Santo Evangelho". Na conclusão do Evangelho: "Pelas palavras do Santo Evangelho sejam perdoados os nossos pecados". Nas Missas presididas pelo bispo, no final da proclamação do Evangelho, o diácono conduz o Evangeliário até o bispo, que o beija e abençoa a assembléia com o Livro Sagrado.
A secreta tem uma função psicológica e espiritual. Do ponto de vista psicológico, favorece o silêncio interior como necessidade de uma preparação profunda para o ato que irá realizar: proclamar com dignidade o Evangelho de Jesus Cristo. Do ponto de vista espiritual, a secreta é uma atitude orante, que mantém o padre em oração exterior (inclinado diante do altar), mas também interior (rezando no seu pensamento). Isto nos ajuda a compreender que a comunicação litúrgica não é feita de falação, explicando tudo ou rezando todas as fórmulas em voz alta. A secreta silencia o padre e silencia também a assembléia para se rezar em silêncio e para silenciosamente preparar- se para ouvir Jesus que falará no Evangelho. 
Assim, considero ruído comunicativo o padre que recita em voz alta e com toda a assembléia esta como as demais secretas da Missa. A Missa não pode ser transformada num conjunto comunicativo de recitações de fórmulas. Os momentos de oração silenciosa, como propostos pelas secretas, mas não só, precisam ser valorizados no processo comunicativo da Liturgia Eucarística. 

Assinalação antes do Evangelho 
O modo da assembléia participar da secreta é pela assinalação antes do Evangelho. Faz-se três vezes o sinal da Cruz: na fronte, nos lábios e no peito. O significado é muito simples e bonito: o Evangelho deve ser compreendido com a mente (assinalação na fronte), deve ser anunciado pelas palavras (assinalação nos lábios) e vivido com toda força do coração (assinalação no peito). Tudo feito em silêncio preparatório para acolher o anuncio do Evangelho. 
Serginho Valle
2016


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Participe. Deixe seu comentário aqui.