11 de jul de 2015

Acólito

Acólito, palavra de origem grega – akólithos – com o significado de “companheiro de viagem! É o ministro que acompanha o sacerdote ou o diácono no serviço do altar e na distribuição Eucarística. Muitas comunidades atribuem equivocadamente o ministério de acólito aos coroinhas, que não são acólitos. O acolitato é um ministério, conferido pelo bispo (ou por um seu representante) a quem se dispõe ao serviço litúrgico na Igreja. É preciso, pois, não confundir acolitato com a função de um coroinha, como descrito na Instrução Geral do Missal Romano (IGMR), nos números que seguem:

65.O Acólito é instituído para servir ao altar e auxiliar o sacerdote e o diácono. Compete-lhe principalmente preparar o altar e os vasos sagrados, bem como distribuir aos fiéis a Eucaristia, da qual é ministro extraordinário.

143.Na procissão para o altar, o Acólito pode levar a cruz, entre dois ministros que levam velas acesas. Depois de chegar ao altar, depõe a cruz perto do altar e ocupa o seu lugar no presbitério.


144.Durante toda a celebração, cabe ao Acólito aproximar-se do sacerdote ou do diácono, para lhes apresentar o livro e ajudá-los em outras coisas necessárias. Convém, portanto, que, na medida do possível, ocupe um lugar do qual possa comodamente cumprir o seu ministério, quer junto à cadeira quer junto ao altar.

145.Não havendo diácono, depois de concluída a oração universal, enquanto o sacerdote permanece junto à cadeira, o Acólito põe sobre o altar o corporal, o purificatório, o cálice e o missal. Usando-se incenso, apresenta ao sacerdote o turíbulo e o auxilia na incensação das oferendas e do altar.

147.Terminada a distribuição da Comunhão, ajuda o sacerdote ou o diácono a purificar e arrumar os vasos sagrados. Na falta de diácono, o Acólito leva os vasos sagrados para a credência e ali os purifica e arruma.


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Participe. Deixe seu comentário aqui.