22 de fev de 2017

Oração Eucarística 1 = terminologia

A IGMR 78 define brevemente a Oração Eucarística como “centro e ápice de toda a celebração, prece de ação de graças e santificação”. Por isso, o primeiro elemento que consideramos ao tratar da Oração Eucarística é a sua qualidade de prece e, mais especificamente, oração de ação de graças e oração de santificação. Uma prece que santifica, pela ação do Espírito Santo, os dons do pão e do vinho.
Gosto de dizer que se trata do momento mais Eucarístico da Missa. Por isso, do ponto de vista comunicativo, como estou abordando as partes da Missa, é momento para silenciosamente adorar o Senhor com ação de graças, enquanto o Presidente da celebração faz Memória do Mistério Pascal de Cristo diante do Pai e diante da assembléia. 

Nomes para a Oração Eucarística
O primeiro e mais antigo nome é o mais simples. No início da Igreja, dizia-se simplesmente "EUCARISTIA", isto é, momento de dar graças diante de Deus sobre o pão e o vinho. O termo “Eucaristia” indica uma oração de louvor e de ação de graças ao Pai, realizada na Ceia do Senhor. Note-se que "Ceia do Senhor" é um dos primeiros nomes com os quais os cristãos designavam  o  que, hoje, chamamos de Missa. Assim, na "Ceia do Senhor", o momento de  ação de graças e de louvor ao Pai, era designado com o nome "Eucaristia". Termo que, com o passar do tempo, começou a designar toda a celebração.    
No mundo grego, o termo usado era "ANÁFORA", a qual continua sendo usado ainda hoje, principalmente em textos de Teologia Litúrgica e da literatura Litúrgica. Outro termo, ainda de origem grega, é “PROSFORA”. Um termo que praticamente é de pouquíssima utilização, considerado somente em alguns raros textos explicativos da Oração Eucarística.
Seja “anáfora” como “prosfora” o significado é o mesmo destacando o movimento para o alto, movimento de colocar o coração junto de Deus — “sursum corda”, diz o latim; “corações ao alto”, no nosso português. A “anáfora Eucarística”, portanto, significa o movimento de toda a assembléia litúrgica elevar louvores e ação de graças até junto de Deus, colocando o próprio coração (toda a vida e todo entendimento). Hoje, “anáfora” se tornou um termo técnico, entre os liturgistas, para designar a Oração Eucarística. 
Outros dois nomes usados, especialmente nas Liturgias Ocidentais, são “PREX”, de “prece”, de onde se encontrar o termo “prece Eucarística”. Um segundo nome, que pouco se vê, ao menos na literatura sul americana, é “ORATIO OBLATIONES” (oração sobre as oblatas, as oferendas), considerando que se trata de uma oração santificadora, oração consecratória, que realiza a consagração dos dons. Um terceiro termo que, na prática, designa somente a Oração Eucarística I, é o “CANON”, com o qual se diz “Canon Romano”.
Serginho Valle
2017


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Participe. Deixe seu comentário aqui.