14 de ago de 2015

Nossa Senhora Rainha

Uma vez proclamada Rainha do Céu e da Terra, introduziu-se na Igreja o costume de celebrar um rito de coroação de Nossa Senhora, no final do século XVI. Segundo algumas fontes, a iniciativa foi do Frade Jerônimo Paolucci de Calboli, que viveu entre os anos 1552-1620. Atualmente, a Coroação de Nossa Senhora conta com um Ritual Próprio. Em decorrência desta prática devocional, a Igreja instituiu uma memória litúrgica dedicada à realeza de Maria, invocada desde os Congressos Marianos de Lion (1900) e Einsiedeln (1906). O pedido se tornou mais forte depois da instituição da Solenidade de Cristo Rei (1925). A memória litúrgica de Nossa Senhora Rainha, que celebramos no dia 22 de agosto, foi instituída pelo Papa Pio XII em 1955. Inicialmente, esta memória era celebrada no dia 31 de maio, depois foi transferida para 22 de agosto, como dito, 8 dias depois da Assunção de Nossa Senhora. 

A data de 22 de agosto procura manter uma ligação próxima com a Assunção de Nossa Senhora. Na Assunção contemplamos o ingresso da Virgem Maria, em corpo e alma, no céu e, logo em seguida celebra-se sua coração, na realeza celeste.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Participe. Deixe seu comentário aqui.